Desta vez não foi preciso sofrer até à última, agarrado à calculadora. Mesmo sem entusiasmar, Portugal fez o que lhe competia (duas vitórias em duas jornadas) e apurou-se para os oitavos de final ao vencer o Uruguai por 2-0, vingando a derrota de há quatro anos no Mundial da Rússia. Bruno Fernandes, que já tinha sido preponderante frente ao Gana, voltou a ser decisivo ao marcar os dois golos lusos (ainda esteve perto do 'hat-trick'), continuando a mostrar a sua melhor versão neste Campeonato do Mundo.

À entrada da última jornada, a Seleção portuguesa tem tudo a seu favor para garantir o primeiro lugar do grupo: pode fazê-lo só com um empate – ou nem isso, caso o Gana não vença o Uruguai por mais de dois golos.

As melhores imagens do Portugal-Uruguai

Diogo disse 'não passarás', Bruno chegou-se à frente

Tal como o Gana no primeiro jogo, também o Uruguai optou por mudar de sistema frente a Portugal, com Diego Alonso a apostar numa linha de cinco defesas. Os sul-americanos mostravam agressividade nos duelos - aos 13’ os portugueses já pediam o segundo amarelo para Bentancur e Giménez não largava João Félix – mas pouca iniciativa para sair sem ser em contragolpe.

Bruno Fernandes estreia-se a marcar em Mundiais
Bruno Fernandes estreia-se a marcar em Mundiais
Ver artigo

Mesmo a dominar, Portugal exibia pouca velocidade e criatividade (e aqui foi notória a ausência de Otávio) em zonas próximas da área, pelo que as incursões à baliza de Rochet deixavam muito a desejar. Curiosamente, foi o Uruguai a dispor da melhor oportunidade antes do intervalo: aos 32 minutos, Bentancur driblou Rúben Dias, entrou na área e só não marcou porque encontrou Diogo Costa pela frente.

Na segunda parte, já com Nuno Mendes de fora por lesão, algo mudou. Ronaldo começou a aparecer mais na área – andava mais longe até àquele momento – e aos 54’ o capitão tentou cabecear o cruzamento/remate de Bruno Fernandes que acabou no fundo das redes. A FIFA atribuiu o golo ao médio do Manchester United. Não obstante, o movimento de Ronaldo foi decisivo para ludibriar o guarda-redes Rochet.

O Uruguai tentou responder e esteve três vezes perto do golo em seis minutos, inclusive numa bola de Maxi Gómez ao ferro. Valeu a intervenção de Fernando Santos, a lançar Palhinha e Matheus Nunes para um meio-campo que ia dando sinais de desgaste.

Portugal estabilizou e Bruno Fernandes ainda conseguiu fazer o 2-0, já perto do final, num penálti visto pelo VAR. Na ausência de Ronaldo, que já tinha saído, o médio assumiu a marcação: fez o salto do costume e atirou a bola para a direita de Rochet, confirmando a vitória (justa) de Portugal rumo aos 'oitavos'. Logo a seguir, o poste negou-lhe o ‘hat-trick’.

O momento

Golo de Bruno Fernandes ou Ronaldo? Decorria o minuto 54 quando Bruno Fernandes surgiu na esquerda, cruzou para a grande área e Ronaldo apareceu a confundir o guardião uruguaio, com a bola a acabar nas redes adversárias, ficando a dúvida se CR7 tocou na bola. A FIFA acabou por atribuir o golo ao médio do Manchester United, mas a verdade é que pouco importa quem marcou. O que interessa é que a bola entrou.

Veja o golo

O melhor

Bruno Fernandes: Depois de ter sido decisivo contra o Gana, com duas assistências, Bruno Fernandes voltou a ser preponderante para mais uma vitória portuguesa no Qatar. Abriu o marcador aos 54 minutos, com um cruzamento/remate que acabou no fundo das redes, com a ajuda de Cristiano Ronaldo, e bisou já no tempo de compensação, assumindo a responsabilidade de marcar um penálti na ausência do capitão. Até ao momento, tem sido o melhor português em campo neste Mundial.

O pior

Dupla Cavani/Darwin: O veterano quase não deu sinal de estar no jogo, sendo que o Uruguai até melhorou após a sua saída, e o ex-Benfica voltou a mostrar algumas debilidades técnicas. Esperava-se mais da dupla atacante. Em sentido inverso, Bentancur foi dos poucos capazes de levar a equipa para a frente.

As reações

Fernando Santos: "Começamos a ficar muito altos, é melhor termos calma"

Bruno festejou "como se o golo tivesse sido do Ronaldo", Pepe agradeceu ao FC Porto

Ronaldo: "O nosso sonho continua bem vivo"

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.