Uma longa fuga permitiu hoje ao ciclista belga Remco Evenepoel (Soudal Quick-Step), praticamente sem possibilidade de revalidar o título, triunfar na 14.ª etapa da Volta a Espanha, que venceu com mais de oito minutos de vantagem sobre os favoritos.

Depois de na sexta-feira ter ficado afastado da luta pela revalidação do título, perdendo 27.5 minutos na etapa que terminou no Tourmalet, Evenepoel atacou hoje desde o início, e impôs-se sozinho em Larra-Belagua, em 04:13.38 horas, após estar em fuga em 140 dos 156,2 quilómetros da etapa desde Sauveterre-De-Béarn, destacando-se, a quatro quilómetros da meta, do francês Romain Bardet (dsm-firmenich), segundo classificado a 01.12 minutos.

“Foi um dia difícil, dormi muito pouco, tive pensamentos muito negativos. Hoje saí com vontade de dar tudo. Conhecia a etapa, e sabia que era dura. Foi muito bom conseguir esta segunda vitória em etapas”, disse o belga, campeão do mundo de contrarrelógio e que já tinha vencido a terceira etapa.

Evenepoel, que segue a distantes 19.12 minutos do líder, assumiu a vontade de “vencer mais etapas e terminar como líder da montanha”, um ano depois de ter vencido a Vuelta, após três triunfos consecutivos do esloveno Primoz Roglic (Jumbo-Visma).

O francês Roman Bardet, atual 25.º classificado e companheiro de fuga do belga, mostrou-se satisfeito com o resultado, afirmando: “Não é todos os dias que corremos com lendas. Hoje estive muito bem, fiz uma corrida perfeita (…). Tive boas pernas. Conheço Remco e sabia que ele queria vencer a etapa”.

A fuga de Evenepoel não incomodou o pelotão, controlado pela Jumbo-Visma, do líder, o norte-americano Sepp Kuss, que cortou a meta a 08.22 minutos do vencedor, integrado no grupo de favoritos, no qual também terminou o português João Almeida (UAE Emirates), atual 10.º classificado da prova.

Kuss, que chegou juntamente com os rivais mais diretos, manteve a camisola vermelha, símbolo da liderança na Vuelta, com 01.37 minutos de vantagem sobre Roglic e 01.44 sobre o dinamarquês Jonas Vingegaard, seus companheiros de equipa.

Nelson Oliveira (Movistar) segue em 45.º lugar, Rui Costa (Intermarché-Circus-Wanty) desceu para o 54.º, André Carvalho (Cofidis) segue em 139.º e Rui Oliveira (UAE Emirates) em 155.º.

A 15.ª etapa da Vuelta disputa-se no domingo numa distância de 158,3 quilómetros, entre Pamplona e Lekunberri.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.