O FC Porto sofreu hoje, em casa, uma derrota pesada (40-31) diante do SC Magdeburg, da Alemanha, num jogo da Liga dos Campeões de andebol em que esteve sempre atrás no marcador.

Tudo correu mal aos campeões nacionais neste confronto com os campeões europeus e mundiais. Depois de uma primeira parte em que deram alguma luta, os 'dragões' afundaram-se no segundo tempo devido a uma chuva de erros próprios, que permitiram à equipa alemã alcançar um triunfo folgado.

O Magdeburg obteve hoje a sua 20.ª vitória consecutiva em provas nacionais e internacionais, num jogo em que o FC Porto entrou a perder, empatou duas vezes numa fase precoce (1-1 e 4-4) e depois ficou para trás até ao fim, embora inicialmente por diferenças curtas (10-11, 13-14, 15-16).

A equipa alemã jamais perdeu o comando do marcador devido a um andebol pragmático, muito objetivo e seguro, apoiado numa elevada taxa de concretização ofensiva e numa segurança defensiva reforçada após o intervalo.

Com o resultado em 16-15 favorável ao Magdeburg, o guardião portista Mitrevski (um dos menos maus nos 'dragões') parou um ataque contrário e o FC Porto ficou em posição de empatar, o que não conseguiu porque cometeu mais uma falha e permitiu ao adversário agigantar-se e fazer um parcial de 4-0 (19-15), tendo o intervalo chegado com 19-16.

A diferença no marcador foi-se avolumando à medida que o jogo caminhou para o fim, cifrando-se nos nove no final da contenda (40-31).

O FC Porto desceu do sexto para o sétimo lugar, por troca com o Wisla Plock, da Polónia, tendo ambos seis pontos e competindo ambos pela qualificação para a fase seguinte. O Magdeburg ocupa agora o segundo posto, com 16 pontos, atrás do Barcelona, que tem 18, e à frente do Veszprém, com 14.

Ficha de jogo

Jogo no Dragão Arena, no Porto.

FC Porto – SC Magdeburg, 31-40.

Ao intervalo: 16-19.

Sob a arbitragem de Vaidas Mazeika e Mindaugas Gatelis, da Lituânia, as equipas alinharam e marcaram:

- FC Porto (31): Nikola Mitrevski, António Martinez (7), David Fernandez (4), Rui Silva (4), Ignacio Plaza (2), Pedro Valdés (2) e Pedro Oliveira (2). Jogaram ainda: Nikolaj Læsø (4), Daymaro Salina (4), Jakob Mikkelsen, Fábio Magalhães, Mamdou Diocou (1), Leonel Fernandes (1), Diogo Oliveira e Diogo Rêma.

Treinador: Carlos Resende.

- SC Magdeburg (40): Sergey Hernandez, Tim Hornke (8), Janus Smarason (7), Ómar Magnusson (8), Felix Claar (3), Christian O’ Sullivan (1) e Lukas Mertens (7). Jogaram ainda: Magnus Jensen (2), Albin Lagergreen (1), Oscar Bergendhal (1), Daniel Petterson, Lucas Meister, Robin  Pfeil e Nikola Portner (2).

Treinador: Bennet Wiegert.

Marcha do marcador: 2-3 (05 minutos), 5-7 (10), 9-10 (15), 12-14 (20), 15-16 (25), 16-19 (intervalo), 18-22 (35), 20-26 (40), 22-30 (45), 26-33 (50), 29-36 (55) e 31-40 (final).

Assistência: 1.065 espetadores.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.