O Sporting sofreu para vencer esta noite o Estrela da Amadora em Alvalade. Os leões até começaram em vantagem graças aos golos de Daniel Bragança; contudo o Estrela da Amadora deu a volta ao marcador nos primeiros minutos da segunda parte. A formação de Alvalade acabou por conseguir reagir e arrancar uma vitória que recoloca os leões na liderança isolada do campeonato.

Para o desafio diante do Estrela, o técnico Rúben Amorim fez cinco alterações relativamente ao onze que iniciou a partida diante do Farense para a Taça da Liga. Franco Israel, St.Juste, Gonçalo Inácio, Paulinho e Francisco Trincão começaram no banco e foram substituídos por Adán, Coates, Diomande, Pedro Gonçalves e Marcus Edwards.

Do lado do Estrela, Sérgio Vieira mudou três nomes relativamente à equipa que arrancou o encontro com o Famalicão da ronda anterior. Hevertton, Vitó e Kikas deram lugar a Jean Filipe, João Reis e Léo Cordeiro.

Paciência, temperança e depois Daniel Bragança

Tal como se esperava, os leões tomaram conta das operações nos primeiros minutos perante um Estrela compacto e  muito pressionante quando o adversário entrava no seu meio-campo. Logo aos sete minutos, Marcus Edwards obrigou António Filipe a uma defesa atenta; pouco depois foi Hjulmand já dentro da área a rematar torto.

O Estrela ia sempre tentando sair a jogar desde a zona defensiva e procurava as costas da defesa leonina; numa das incursões, Ronald rematou para defesa fácil de Adán. Apesar destas iniciativas, as equipas pareciam encaixadas e o jogo decorria a um ritmo lento, muito devido à postura paciente dos leões perante um adversário a jogar na expectativa a partir do seu meio-campo.

Contudo, a formação de Alvalade soube aproveitar a primeira desatenção da defensiva do Estrela para adiantar-se no marcador; 33 minutos e Gyokeres a trabalhar na esquerda e a servir Daniel Bragança à entrada da área para o primeiro do jogo.

Em desvantagem, o Estrela procurou responder de pronto, tendo estado muito perto do empate quando Léo Jabá a falhar na cara de Adán. O golo desbloqueou a partida e permitiu mais espaço para os ataques, sem que tal tenha levado à alteração do marcador até ao intervalo.

Leão ficou no balneário, mas ainda voltou a tempo

Na segunda parte Sérgio Vieira resolveu fazer mudanças no ataque, fazendo entrar Kikas para o lugar de Mansur. O Estrela entrou agressivo na partida e conseguiu chegar ao empate aos 50 minutos; Léo Jába converteu uma grande penalidade assinalada após mão de Coates e fez a igualdade.

Tal como os tricolores, o Sporting respondeu quase de imediato ao golo sofrido e esteve perto do 2-1, mas o remate de Bragança, novamente à entrada da área, passou ao lado da baliza amadorense. Mais eficaz foi mesmo Kikas; o avançado do Estrela foi lançado nas costas de Coates e, aos 56 minutos, dá a volta ao resultado.

Em desvantagem, Rúben Amorim não perdeu tempo e fez três alterações de uma vez, fazendo entrar St.Juste, Coates e Trincão; os leões passavam agora a jogar um uma linha defensiva de quatro elementos. O Sporting começou naturalmente a carregar sobre um Estrela que procurava sempre lançar rápidas transições para aproveitar o espaço dado nas costas da defensiva leonina.

E quando o coletivo não conseguia, teve de ser uma jogada individual a fazer a diferença; 71 minutos e Marcus Edwards e receber pela direita e em slalom entrou dentro da área para fazer um grande golo. O Estrela tentou acalmar a partida e nunca descurou o ataque, procurando explorar a velocidade do seu ataque.

Todavia, o Sporting manteve a pressão e conseguiu voltar à vantagem no marcador; 79 minutos e Edwards a encontrar Paulinho na área e o '20' dos leões a cabecear para o 3-2.

Após regressar à vantagem, os comandados de Rúben Amorim tentaram acalmar um pouco o jogo, mas não deixaram de tentar aumentar a vantagem; aos 82 minutos Pedro Gonçalves esteve muito perto do golo mas António Filipe fez a defesa da noite. O guarda-redes amadorense voltou a negar um golo certo aos leões pouco depois, mantendo os forasteiros no jogo.

Até final o Sporting conseguiu segurar bem a bola, colecionando boas oportunidades de golo; já o Estrela lutou até ao fim e deixou sempre a incerteza em relação ao desfecho do jogo.

Com esta vitória os leões regressam à liderança isolada do campeonato, aumentando a vantagem sobre um dos rivais na tabela.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.